O Outro Lado da Pedra | World Challenge

O Outro Lado da Pedra

Gary WilkersonJune 20, 2011

“E José, tomando o corpo... depositou-o no seu sepulcro novo, que havia aberto em rocha; e, rolando uma grande pedra para a porta do sepulcro, retirou-se” (Mateus 27:59-60).

Jesus tinha acabado de ser crucificado e agora jazia em um sepulcro. Quando uma pedra enorme foi rolada para selar a entrada, todos tiveram a triste percepção de que era o fim.

As escrituras dizem que um grupo de mulheres, incluindo Maria Madalena, estava sentado de frente para o sepulcro. Essas mulheres deviam estar de coração partido. Quase posso ouvir o desespero em suas vozes: “O que vai acontecer agora que Jesus se foi? Como prosseguimos?”.

Hoje nós sabemos o final da historia. Sabemos que quando Jesus disse na cruz “Está consumado”, Ele havia vencido o pecado. Sabemos que com Sua ressurreição Ele vencera a morte. E sabemos que Ele fez tudo isso por nós.

Mas, e se não soubéssemos o final da historia como aquelas mulheres no sepulcro? O que os onze discípulos estavam pensando quando se esconderam, bem longe, a portas cerradas (v. João 20:19)?

Acho que não conseguimos entender a fundo o que a morte de Jesus significou para Seus apaixonados seguidores. Eles haviam crido que o Mestre era a esperança para o mundo, a salvação de Israel, a luz para os gentios. Ele era o grande curador, ressuscitando os mortos e libertando os cativos, pregando as boas novas aos pobres. Ele era a encarnação do novo reino, o qual pregava.

Ao lembrar-se de Suas palavras, “Está consumado”, elas devem ter pensado que Ele quis dizer, “Acabou. Fiz tudo o que pude, mas não consegui. Esse é o fim da historia”.

Com grande frequência, quando os cristãos enfrentam as lutas da vida, é nessa mensagem que eles creem. Eles não enxergam esperança para as situações difíceis; tudo que conseguem ver é uma pedra encaixada permanentemente separando-os da esperança.

Todavia eles estão vendo as coisas desse lado da pedra. Igual às mulheres no sepulcro ou aos desanimados discípulos, tudo o que eles conseguem ver à frente é a derrota. A esperança deles morreu – fim da historia.

Se ao menos eles soubessem o que Deus está operando em favor deles do outro lado da pedra.

Sem saber o que está acontecendo do outro lado da pedra, nossas vidas podem ficar cheias de traumas e medos

Desse lado da pedra, casas são hipotecadas e perdidas. As finanças pioram. Casamentos são desfeitos. Sem a esperança da ressurreição – sem conhecer a vitória de Cristo por nós – nossas lutas podem parecer o fim de nossa historia.

Talvez a vida tenha lhe presenteado com uma situação dura e intransponível. Lendo isso você se pergunta, “Deus está trabalhando na minha circunstancia? Jesus é mesmo triunfante – em mim? Ele pode mesmo me salvar desta situação? Ele pode trazer cura de verdade? Simplesmente não vejo saída à frente”.

Como os discípulos, alguns cristãos fazem essas perguntas por trás “das portas cerradas”. Eles trancaram emocionalmente Deus do lado de fora, sendo incapazes de derramar seus corações diante d'Ele. Eles querem muito ser servos amorosos, que se doam, mas eles se sentem esvaziados de toda esperança.

Essa é a visão desse lado da pedra.

Creio que havia outra figura nessa cena que não podia ver além do outro lado da pedra

Onde você acha que Satanás estava durante esse período de três dias da morte, sepultamento e ressurreição de Cristo? Lembre-se, o Diabo não é onipresente. Só Deus está em todos os lugares o tempo todo. Os demônios de Satanás podem estar posicionados por todo o mundo, vomitando veneno, mas o inimigo em si não está. Ele só pode estar em um local.

Então, onde ele estava durante a crucificação? Biblicamente não há como saber a resposta para isso, então podemos apenas imaginar. Pessoalmente, creio que Satanás estava presente junto à cruz. Imagino-o se alegrando por cada aspecto do sofrimento de Jesus – cada cordão do chicote, cada soco do punho do soldado, cada martelada atravessando os pregos em Seus pés e mãos.

Essas seriam as últimas horas de Jesus – e imagino Satanás alegremente começando a contagem regressiva: “É agora – é o fim de Jesus. Triunfei sobre o Filho de Deus! Agora as trevas reinarão sobre tudo. Jesus, se Tu tivesses se curvado diante de mim, teríamos reinado juntos no domínio do mundo. Mas é isso que acontece quando não se escolhe a mim. Tu perdes – e eu ganho!”.

Eu então vejo Satanás no sepulcro, vendo os soldados rolarem a pedra para o local, selando a entrada. Quando a pedra se fecha com um baque, eu imagino o Diabo soltando um grito de vitória. Ele chama seus amigos demônios, “É hora de celebrarmos. Vencemos! Vamos dar uma festa como o mundo jamais viu”.

Ao visualizar Satanás declarando vitória, um tremor de terra poderoso começa

De repente, quando as coisas parecem mais desoladoras, começa um ruído. O chão começa a rugir e tremer. Imagino Satanás interrompendo uma sentença para ver a pedra gigante imóvel - agora rolando para frente e para trás. Finalmente, o terremoto faz com que a pedra vire completamente – e os demônios tremem.

Eles veem uma luz cegante reluzindo para fora da tumba. Eles conseguem discernir um corpo – ressuscitado, iluminado, pleno – de pé na entrada. Então uma voz vem daquela entrada cheia de luz: “Satanás, tu feristes o Meu calcanhar. Mas estou prestes a pisar tua cabeça”.

Aqui está a palavra que o Senhor trouxe para o nosso atormentador: “A festa acabou, Diabo. Você foi derrotado. O cheiro da morte que você trouxe agora se foi. Eu reivindico essa terra pela Minha vitória”.

Talvez ao ler isso você pense, “Preciso que Jesus apareça na minha situação, para eu vê-Lo pisar na cabeça de Satanás por mim. Se Ele não estiver operando em meu favor do outro lado daquela pedra, estou acabado”.

Veja, do lado de cá da pedra podemos sentir que não há esperança ou futuro para nós. Mas você crê que algo está acontecendo do outro lado? Você ouve um leve ruído? Sente um tremor sob os pés?

Estou falando de modo figurado, obviamente – mas, você discerne os sinais de que Jesus está agindo por você? Pode haver apenas uma pequena rachadura de luz naquela pedra enorme. Mas é tudo o que você precisa. Em algum momento, em Seu próprio glorioso tempo, Jesus sairá por aquela passagem rumo à cena mais tremenda da sua vida – e a sua luta irá mudar em um instante.

Quero contar três historias que nos lembram de que nosso Senhor está operando em nosso favor do outro lado da pedra

1. Carta de Amor a um Fracassado

Tenho um amigo chamado Eric que teve uma infância muito dura. O pai sempre lhe dizia, “Você é um fracasso, você não presta, nunca vai servir pra nada”.

Conforme Eric ficava mais velho, ele se voltou para as drogas, e como ele dizia, “Virei um viciado terrível. Primeiro, eu era terrível na intensidade das drogas. Misturava todos os tipos de coisas que poderiam me matar. Mas eu também era terrível como viciado. A agulha quebrava, ou eu ficava sem dinheiro para sustentar o vício. Eu me sentia um fracasso até como drogado”.

A vida de Eric se tornou uma completa balbúrdia. Seu vício drenou cada centavo que ele tinha. Uma noite, ele decidiu roubar um mercadinho para comprar mais drogas – mas até nisso ele fracassou. Ele sacou uma arma e gritou, “Todo mundo de cara para parede!”. Mas o mercado estava tão lotado que não cabia todo mundo de frente para a parede. Confuso, Eric saiu correndo.

Finalmente ele decidiu acabar com a vida. Então, ele pegou a arma do assalto para atirar em si mesmo. Mas ele deixou a arma cair e ela disparou, acertando-o no lado. Enquanto Eric ia para o hospital ele pensava, “Sou um fracassado tão infeliz que não consigo nem mesmo me matar”.

Após ser tratado, Eric caminhou pelas ruas em total desespero. Bem no fundo ele se irava contra Deus por torná-lo um fracassado pela vida toda. Finalmente, Eric gritou para o Deus para quem nunca ligara, perguntando, “Tu estás aí mesmo? Existe alguma razão para eu viver?”.

Eric ouviu uma voz lhe dizer, “Vou lhe mandar uma carta de amor”. De alguma forma ele sabia que era a voz de Jesus.

Enquanto Eric se sentava na calçada, uma leve chuva começou a gotejar junto à sarjeta abaixo. Ele notou um pequeno folheto boiando em sua direção, e Eric o pegou. Era um panfleto com o título, “Há Esperança Para o Drogado”.

O panfleto fora publicado por um grupo chamado Victory Outreach. Eric olhou o endereço do ministério, foi até lá e entregou sua vida a Jesus. Em pouco tempo ele foi liberto de seu vício. Ele largou todo vício – incluindo a crença de que estava destinado a ser um fracassado. Jesus tornou Eric uma nova criatura em todos os aspectos.

Esse jovem tinha pensado que sua vida estava acabada – mas tinha apenas começado. Ele não conseguia ver a vida – vida ressurreta – que Jesus tinha planejado para ele o tempo todo, do outro lado da pedra.

Mais ou menos um ano depois, Eric me abordou com uma pergunta: “Você tem alguma vaga para um jovem ministro que foi curado, liberto e está em chamas para Deus?”. Nós tínhamos – e tive o privilégio de ver o poder de Deus operar através da vida de Eric vez após vez em nosso ministério. Ele testemunhava sempre, “Jesus me mandou uma carta de amor. E ele está enviando uma para você agora”.

Pense em todas as cartas de amor que Jesus está escrevendo agora mesmo do outro lado da pedra.

2. Reparando o Irreparável

Um casal que conheço estava casado por mais de uma década quando a esposa largou o marido pela segunda vez. Esse casal não era do tipo que discutia ou reclamava constantemente, nem mesmo do tipo que discordava muito. O problema foi um arrastão mundano no coração da esposa. Ela era atraída de maneira poderosa para o cenário de festas e farras, e largou o marido para afundar de novo nisso.

A mesma coisa tinha acontecido anos antes. Daquela vez, ela o havia largado e começado a dormir com outros homens. Agora o cenário do pesadelo se repetia quando o abandonou pela segunda vez. Contudo, mais uma vez ela quis voltar para ele.

Esse homem estava devastado. Ele me disse, “Quando ela fez isso da primeira vez, partiu meu coração. A dor era maior do que eu podia suportar. Não sabia se conseguiria amá-la de novo. Eu a aceitei de volta e, com muito custo superamos o episódio. Agora não tem jeito. Sei que não posso amá-la novamente depois disso. Já estou além da dor – não sinto nada. Além disso, como posso confiar nela? Como podemos ter um futuro quando ela provou que vai fazer isso uma vez atrás da outra?”.

Ninguém que conhecia o casal achava que o casamento deles poderia sobreviver. Muitos o aconselharam a se divorciar e tocar sua vida. No entanto, mesmo então o marido sentia que Deus estava operando do outro lado da pedra. O Senhor cochichou ao seu coração, “Se você amá-la do modo como Eu te amo, seu casamento será restaurado”.

O marido resistiu. Foi doloroso para ele até mesmo ter esperança outra vez. Foi ainda mais doloroso tentar confiar. Mas Deus liberou Sua promessa. Hoje o casal está junto de novo. Eles estão na igreja, adorando e louvando a Deus juntos. Eles foram reconciliados e curados, amando um ao outro profundamente.

O casamento deles é um testemunho da habilidade de Deus em restaurar o que parece irreparável. Mesmo o relacionamento mais danificado e rompido, não está fora do alcance do poder da ressurreição.

Esse casamento exigia vida vinda de dentro da tumba – e é exatamente onde Jesus estava operando em favor deles: do outro lado da pedra.

3. Conquistador de Todo Mal

Há apenas algumas semanas, enquanto estava sentado no banco de um parque, conheci um adolescente tatuado chamado Ricky, que ansiosamente me contou sua historia. Ele era do centro decadente de Chicago, e seu pai abandonou a família quando Ricky ainda era bebê.

A mãe de Ricky se casou de novo, e o homem que se tornou seu padrasto abusou dele física e sexualmente. Uma noite, quando o homem começou a bater na mãe de Ricky, o garoto tentou intervir. O padrasto bateu nele de um jeito horrível. O garoto acabou no chão da cozinha todo ensanguentado.

Depois disso, Ricky começou a se cortar. Nesse ponto de sua historia, ele fez uma pausa para levantar a manga e mostrar dezenas de cicatrizes subindo e descendo do braço.

Ele continuou, “Então três meses atrás eu estava no parque com um amigo. Ele parecia diferente, e eu perguntei o que tinha acontecido. Ele disse, 'Conheci um homem chamado Jesus que me libertou de todo o pecado. Ele me limpou e me curou. Ricky, quero que você conheça o Jesus que eu conheci '”. Naquele dia, Ricky entregou sua vida ao Senhor.

Ricky então levantou a outra manga. Ele me mostrou uma inscrição no braço e disse, “No dia que eu conheci Jesus, fiz essa tatuagem”. Ela dizia: “Render-Te-ei graças, pois me respondeste. Tu te tornaste na minha salvação”.

Ricky estava perdido para esse mundo, literalmente derrubado por ele. Mas Jesus falou com ele do outro lado da pedra: “O Meu amor vence todo mal”.

Hoje Ricky conhece não apenas o gozo da vida ressurreta. Ele também conhece a liberdade que vem ao ser perdoado... e ao perdoar.

Uma historia ainda está sendo escrita

Não estou defendendo o uso de tatuagens. Mas acredito que a tatuagem de Ricky representa uma verdade em relação a todo crente. E é esta: Jesus ainda está escrevendo as nossas vidas. Ele é o autor e o consumador da nossa fé – e Ele ainda não terminou com nenhum de nós.

Você pode estar cercado pela maior luta de sua vida agora mesmo. Mas o Cristo ressurreto está agindo em seu favor do outro lado da pedra. Ele está escrevendo a historia dEle dentro da sua situação – uma historia de vida ressurreta, irrompendo rumo à uma cena antes governada pela morte.

Satanás tentará enganá-lo para você pensar que está tudo acabado, que o sepulcro está lacrado. Mas Jesus está lhe dizendo, “Eu atravessei. O Diabo não teve a última palavra. A morte perdeu seu aguilhão. A luz agora conquistou as trevas. E o Meu amor venceu todo mal”.

Ele está ali na entrada: a sua esperança, a sua salvação, a sua cura. A vitória de Cristo venceu todos os nossos fracassos. O poder dEle pode libertá-lo do seu vício. A cura dEle pode restaurar o seu relacionamento destruído. E Seu amor pode vencer todo mal que tem tentado lhe abater. Treva alguma pode detê-Lo.

Então - nesse momento existe uma pedra se colocando entre você o livramento de Deus? Quero lhe dizer que Deus está se movendo em sua vida nesse exato momento. (Ele nunca está sem trabalhar!) A pedra está sendo rolada. A luz está rompendo. E ali está a sua esperança na entrada: Jesus. Ele triunfou sobre todas as forças das trevas – e a vitória dEle é sua pela fé.

Download PDF