A Grandeza de Nosso Deus | World Challenge

A Grandeza de Nosso Deus

David WilkersonMay 9, 2011

Nosso ministério tem um site devocional que recebe mensagens de cristãos ao redor do mundo. Agora mesmo crentes em várias nações estão escrevendo a mesma coisa: o medo está tomando conta.

Assim como foi profetizado nas escrituras, Deus está abalando tudo o que pode ser abalado. É difícil compreender todas as reviravoltas tendo lugar no mundo neste momento. Veja as muitas frentes onde as nações estão em tumulto:

  • O Japão está sendo atingido com pós-tremores depois de um terremoto devastador. O país ainda está se desenterrando dos entulhos, enquanto a radiação continua a ser lançada na atmosfera.
  • Os regimes árabes estão ruindo pelo Oriente Médio com nação após nação em reviravolta. Israel assiste estas mudanças com interesse, imaginando se os governos árabes vão renovar os sentimentos anti-Israel.
  • Temores econômicos continuam em um país atrás do outro. A Grécia cambaleia à beira do completo caos.

Em meio a tudo isso o medo e ansiedade estão se espalhando - e os cristãos não estão imunes. Muitos escrevem que estão atravessando a maior tempestade de suas vidas. Eles descrevem crises financeiras, estresses familiares, depressão – e os problemas não param de vir. Alguns estão sendo esmagados mais do que tudo na vida.

Nunca em meus 58 anos de ministério soube de tantas pessoas atingidas pelo câncer. Em minha própria família, minha filha e neto estão passando por sérias lutas neste exato momento. Às vezes nossos maiores temores vêm através da dor dos mais próximos e queridos a nós.

Muitos no povo de Deus estão clamando, “Chega, Senhor. Sua palavra promete livramento. Tu dissestes que não me deixaria ser testado além do que poderia suportar sem que criasses uma saída. Mas onde está a saída? Onde está a Tua grandeza agora no meio do meu maior sofrimento?”.

Em tempos turbulentos como estes, o inimigo chega como enchente

Sempre que enfrentamos lutas e dificuldades profundas, o Diabo chega para tomar vantagem. As escrituras descrevem-no como uma enchente de medo colidindo conosco, com onda atrás de onda. Estas inundações demoníacas tem até mesmo uma voz: “As águas levantaram a voz; as águas levantaram seu bramido” (Salmos 93:3).

Você já percebeu que lutas e aflições frequentemente vêm em ondas? Você enfrenta uma batalha e outra já a segue logo em seguida. O apóstolo João fala por muitos que hoje estão sendo arrastados em um estado de estresse: “E a serpente lançou da sua boca, atrás da mulher [a igreja], água como um rio, para fazer que ela fosse arrebatada pela corrente” (Apocalipse 12:15).

Mas Deus responde à voz de cada enchente demoníaca: “Mais que o ruído das grandes águas, mais que as vagas estrondosas do mar, poderoso é o Senhor nas alturas” (Salmos 93:4, itálicos meus). Em termos simples, a palavra de Deus fala mais alto que qualquer inundação que possamos enfrentar. Sua grandeza sobrepuja até mesmo nossa maior luta.

Davi tomou posse dessa verdade, orando com fé “Não me submerja a corrente das águas e não me trague o abismo, nem cerre a cova a sua boca sobre mim” (69:15). Não é incomum até mesmo a pessoa mais piedosa enfrentar problemas que vão crescendo como torrentes de águas. Como Davi, podemos estar impregnados pela palavra de Deus, ser fiéis na oração e consagrados ao Senhor, e ainda, sentirmo-nos esmagados por ondas de medo que nos aniquilam.

Pedi ao Senhor uma mensagem para fortalecer a fé das pessoas nesta hora

A palavra que recebi do Senhor fortaleceu minha própria fé. Oro para que faça o mesmo por você. Posso resumir essa mensagem em uma frase: CONTEMPLAR A GRANDEZA DO NOSSO DEUS É UMA ÂNCORA PARA NOSSAS ALMAS.

Estou convencido de que a igreja precisa de uma coisa neste exato momento: uma revelação crescente da grandeza de Deus. Tanta gente ansiosa ao redor do mundo está em busca de falsos deuses em meio a temores esmagadores. Mas os seguidores de Jesus só precisam ser lembrados do único verdadeiro Deus. Devemos estar firmemente convencidos de Seu poder, força e grandeza em nosso favor.

À medida que os recentes eventos globais começam a se amontoar, lembrei-me de um livro que publicamos há dez anos, chamado Triunfando Através da Tragédia. Neste livro, cristãos compartilham testemunhos do auxílio de Deus durante suas lutas mais difíceis. Em cada caso eles encontraram esperança na revelação da grandeza de Deus.

Três coisas tornaram-se claras para mim na história destas pessoas:

1. Durante cada dilúvio de aflições, o povo de Deus tem duas escolhas.

Nossa primeira escolha diante de uma grande luta é equipar nossa fé – confiar em nosso amoroso Pai celestial haja o que houver. No entanto, isso não é um reflexo automático – é uma escolha. A verdade é que quando nossa dor chega ao clímax, temos de escolher clamar a Deus em fé.

Todos que contribuíram com uma história para o Triunfando Através da Tragédia testificam que tiveram uma escolha a fazer. E ao escolherem fé, Deus lhes deu uma intimidade renovada com Jesus. Todavia, isso aconteceu quando a luta dolorosa tinha chegado ao pior ponto. Davi testifica sobre sua pior hora, “Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu, e o livrou de todas as suas angústias” (Salmos 34:6).

A outra escolha é permanecer com um medo que vai nos atormentando. Se permitirmos nos preocupar quanto a uma coisa hoje, vamos nos preocupar com duas amanhã. Em suma, nossos medos continuarão a se acumular conforme as ondas de problemas continuam vindo. Se nossos medos não são postos em xeque, nossa mente preocupada continuará afundando rumo a um poço sem fundo.

Devemos simplesmente estar convencidos de que somos amados pelo nosso Pai celestial, não importa quão feroz nossa luta se torne. Podemos ouvir vozes de medo entre as crescentes ondas de problemas, mas Davi testifica claramente: “A voz de Deus é ouvida mais alta que a das águas!”.

2. Quando a enchente chegou, todos eles experimentaram “um eclipse de fé”.

Os testemunhos destas pessoas tinham todos mais uma coisa em comum: cada um deles atravessou uma noite negra da alma lutando arduamente. Convenci-me ao longo dos anos que esta é uma experiência que todo servo fiel de Cristo enfrenta.

Todos eles descreveram um período quando tudo parecia estar embaixo de uma nuvem de trevas, e a voz de Deus em silêncio. Eles fizeram tudo que sabiam para tentar ouvir dos céus, mas as trevas só continuaram.

É exatamente para uma hora como esta que as escrituras dizem que devemos conhecer e crer no amor que Deus tem por nós. Quando nosso mundo vira de cabeça para baixo, nos tornamos mais vulneráveis às mentiras do inimigo. Satanás tentará usar as crises para nos levar a um poço de desespero. Nesses períodos devemos ser capazes de contar com nosso conhecimento do amor de Deus por nós.

Em meus oitenta anos na terra, tive muitas lutas lançadas contra mim. E esta é a única verdade que ancorou meu coração através de todas elas: Deus me ama o tempo todo, em meio a cada luta da vida.

3. Fé é uma ordem e Deus responde àqueles que a aplicam

Os testemunhos que recebemos também continham essa verdade: em toda ocasião quando um crente exercitou a verdade da palavra de Deus, Jesus veio àquela pessoa. E Seu espírito ministrador trouxe-lhes conforto e renovou suas forças em sua hora negra.

Claro, nem sempre é fácil exercer fé quando estamos feridos. Muitas vezes a gente simplesmente não tem forças quando a dor nos esmaga. Nestas horas, os cristãos podem deixar as promessas de Deus escapar.

C.H. Spurgeon, um dos maiores pregadores da história, sofria de severa depressão. (Em sua época, esta condição era conhecida como “melancolia”.) Qual era o remédio de Spurgeon? Ele se agarrava aos Salmos. Quando o mundo parecia estar desabando ao seu redor, as permanentes promessas de Deus eram a única verdadeira fonte de conforto para Spurgeon. Quando o grande pregador não tinha forças para ler por si, ele pedia que alguém os lesse para ele. Ele sabia que eles lhe trariam conforto e força. “Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo” (Romanos 10:17).

“Ora, sem fé é impossível agradar a Deus; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam” (Hebreus 11:6). Creio que essa palavra é dirigida especialmente para crentes no meio de uma luta. O Senhor está dizendo, “Tenho uma recompensa para você na sua provação. Vá atrás dela! Separei uma benção de força para você nesta hora, e quero que você a tenha”.

Devemos nos saturar com a palavra de Deus – ter nossas mentes cheias das Suas promessas, confiar em Sua fidelidade e nos agarrarmos ao que é verdade. É o único meio de excluir a voz demoníaca da enchente.

Quanto mais entendemos e cremos na grandeza do nosso Deus, mais vamos estar preparados para os dias que hão de vir

Fiz muita lição de casa quanto a este assunto. E quero compartilhar com você as verdades embutidas na palavra de Deus que tanto me abençoaram e encorajaram. Todas estão relacionadas à Sua grandeza.

Não existe maior exaltador da grandeza de Deus que Davi. Ao compor seus salmos, Davi fortalecia sua própria fé no conhecimento crescente da grandeza de Deus. Veja estas famosas passagens:

“Grande é o Senhor e mui digno de ser louvado... Porque este Deus é o nosso Deus para todo o sempre; ele será nosso guia até a morte” (Salmos 48:1, 14). “Que deus é grande como o nosso Deus? Tu és o Deus que fazes maravilhas; tu tens feito notória a tua força entre os povos” (77:14).

“Entre os deuses nenhum há semelhante a ti, Senhor, nem há obras como as tuas... Tu és grande e opera maravilhas, só tu és Deus” (86:8, 10).

Segundo Davi, todos os nossos medos são apaziguados diante do conhecimento da grandeza de Deus. Por isso ele exalta tantas dimensões da grandeza do nosso Senhor. Tudo tem o intuito de fortalecer nossa fé.

  • Davi exalta a grandeza do poder de Deus em operar maravilhas.

“Porque o Senhor é Deus grande, e Rei grande acima de todos os deuses. Nas suas mãos estão as profundezas da terra, e as alturas dos montes são suas” (Salmos 95:3-4).

“Ao único que faz grandes maravilhas... àquele que com entendimento fez os céus... àquele que estendeu a terra sobre as águas... àquele que fez os grandes luminares... o sol para governar de dia... a lua e as estrelas para presidirem a noite” (136:4-9).

Recentemente assisti um documentário sobre as estrelas e galáxias. Astrônomos nos dizem que não existem milhões, mas bilhões de galáxias no universo. Elas são inumeráveis, e nosso Deus criou cada uma. De fato, Ele conhece cada estrela e nomeou todas elas: “Conta o número das estrelas, chamando-as a todas pelos seus nomes” (147:4).

Simplesmente não conseguimos absorver as muitas maravilhas do nosso Deus. Sua grandeza está além da nossa compreensão!

  • Davi exalta a grandeza do poder de Deus para nos curar.

Deus também criou todo coração humano. E não existe nenhum outro poder que possa verdadeiramente curar nossos corações. “Sara os quebrantados de coração, e cura-lhes as feridas” (Salmos 147:3).

O Senhor entende a profundidade de nossas dores mais que qualquer humano possa entender: “Grande é o nosso Senhor, e de grande poder; não há limite ao seu entendimento” (147:5). Somente o Senhor que nos fez, conhece o que nossos corações precisam para superarmos nossas maiores lutas.

  • Davi exalta a grandeza do poder de Deus sobre qualquer dilúvio.

Davi nos lembra da grandeza de Deus mesmo em meio às enchentes esmagadoras. A provação deste momento pode ter elevado altamente sua voz, mas Deus governa toda natureza. Somente Ele está no controle.

Davi dá voz aos apelos daqueles que estão sendo esmagados por enchentes em suas almas: “Salva-me, ó Deus, pois as águas me sobem até o pescoço. Atolei-me em profundo lamaçal, onde não se pode firmar o pé; entrei na profundeza das águas, onde a corrente me submerge. Estou cansado de clamar; secou-se-me a garganta; os meus olhos desfalecem de esperar por meu Deus” (Salmos 69:1-3).

Entretanto, Davi também nos dá a resposta em meio a toda e qualquer grande enchente: “Mais que o ruído das grandes águas, mais que as vagas estrondosas do mar, poderoso é o Senhor nas alturas” (93:4).

Agora mesmo, torrentes de águas estão subindo para muitos crentes – em aflições, lutas e problemas graves. Mas Deus declarou esta promessa: “Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti” (Isaías 43:2).

  • Davi exalta a grandeza da misericórdia de Deus.

“Compassivo e misericordioso é o Senhor; tardio em irar-se e grande em benignidade... Pois quanto o céu está elevado acima da terra, assim é grande a sua benignidade para com os que o temem... Mas é de eternidade a eternidade a benignidade do Senhor sobre aqueles que o temem, e a sua justiça sobre os filhos dos filhos” (Salmos 103: 8, 11, 17).

“Pois grande, acima dos céus, é a tua benignidade... e seja a tua glória acima de toda a terra” (108:4-5).

“Sou qual oliveira verde na casa de Deus; confio na bondade de Deus para sempre e eternamente” (52:8).

  • Davi exalta a grandeza de Deus em abençoar os que n'Ele confiam.

“Oh! quão grande é a tua bondade, que guardaste para os que te temem, a qual na presença dos filhos dos homens preparaste para aqueles que em ti se refugiam! No abrigo da tua presença tu os escondes das intrigas dos homens; em um pavilhão os ocultas da contenda das línguas” (Salmos 31:19-20).

Quando Davi exclama, “Oh, quão grande é a bondade de Deus!” ele está dizendo, “Sou vencido por toda bondade que Deus tem guardada”. Ele está celebrando o incrível celeiro de misericórdia e bondade que Deus separou para nós. Davi testifica, “Pereceria sem dúvida, se não cresse que veria os bens do Senhor na terra dos viventes” (27:13).

As bondades e galardões de Deus não estão guardados para “algum dia” no céu – elas são para o Seu povo agora, em seus momentos de lutas

Deus diz que recompensará nossa fé. E quer que O busquemos para obtermos essas recompensas agora no meio de nossas crises. Você está procurando um sinal de esperança para um filho ou uma filha rebelde? Você está precisando pelo menos ver um alívio na nuvem da sua tempestade financeira? Invoque o Senhor em fé; Ele virá a você com conforto e força. Ele quer recompensá-lo com esperança renovada e supri-lo com toda força na inundação deste momento. Sua voz eleva-se mais alto que qualquer torrente de águas!

Deixo-o com isto: a palavra de Deus deixa claro que não devemos nos preocupar com as crises do mundo. Não devemos nos preocupar com a economia. Ele quer remover todo estresse quanto aos nossos amados, nossas famílias, nossas feridas e lutas. E Ele nos deu uma razão para esta grande consolação e segurança: nosso Deus é grande e mui digno de ser louvado!

Aleluia!
 

Download PDF